Sombra e Água Fresca

Redes sociais

Um projeto da Igreja Metodista

Área exclusiva

Notícias

saf-destaque

Projeto Sombra e Água Fresca ganha nova unidade

O Projeto Sombra e Água Fresca da Igreja Metodista (PSAF) ganhou uma nova unidade com capacidade para atender 110 crianças e adolescentes. O novo espaço fica localizado em Mairinque/SP e irá oferecer atividades de esportes (futebol e vôlei), educação cristã, música (violão) inclusão digital e recreação (ping pong e internet). A iniciativa é uma parceria […]

saf4 O Projeto Sombra e Água Fresca da Igreja Metodista (PSAF) ganhou uma nova unidade com capacidade para atender 110 crianças e adolescentes. O novo espaço fica localizado em Mairinque/SP e irá oferecer atividades de esportes (futebol e vôlei), educação cristã, música (violão) inclusão digital e recreação (ping pong e internet). A iniciativa é uma parceria realizada entre a Associação Metodista de Ação Social (AMAS) da Igreja Metodista em Campo Belo/SP e a Cooperativa de Eletrificação Rural de Itu e Mairinque (Cerim). lideranças O presidente do Cerim, Reynaldo Madureira Alves, cedeu e reformou o espaço que era utilizado pela zeladoria da instituição, para atender a proposta do PSAF. “Não tenho interesse em nada; não sou político. Só quero fazer a diferença e oferecer nossos espaços para a atuação do projeto. Juntos podemos apresentar uma nova proposta para muitas crianças e adolescentes”, disse Madureira. O diálogo inicial foi com o pastor Fernando Pupo e Reynaldo. Segundo o pastor, não houve objeção nenhuma quando ele conversou sobre a proposta de implementação do projeto em Dona Catarina, bairro de Mairinque. “Quando conversei com o Reynaldo, ele gostou da ideia e me perguntou o que nós precisamos para iniciar. Em pouco tempo ele reformou o espaço que temos hoje. O Cerim e a Amas de Campo Belo são nossos parceiros para a manutenção financeira do projeto aqui neste local”, disse o pastor. O bispo assistente para acompanhar a área social da Igreja Metodista, bispo José Carlos Peres, esteve presente na inauguração e acredita no resultado futuro. “Vejo essa iniciativa com bons olhos em um mundo que se apresenta deserto e voraz, as crianças e adolescentes desse lugar encontrarão esperança”, afirmou dizendo sobre a importância do projeto na região. O coordenador da área social da 3ª Região Eclesiástica, pr. Renato Saidel, acompanhou a inauguração e se diz satisfeito por mais essa ação. “Meu sonho era trabalhar o SAF de uma maneira mais incisiva na região. Certamente aqui será um modelo para outros projetos pelo Brasil a fora”. Para a Agente Nacional do Projeto Sombra e Água Fresca, Keila Guimarães, que veio do Rio de Janeiro para participar do ato de inauguração, a nova unidade será mais uma referência na região. “Creio que as crianças e adolescentes que saírem daqui farão diferença na sociedade. Nossas crianças precisam de atenção e de pessoas como o sr. Reynaldo, com o coração sensível ao clamor dos pequeninos”. gestao Gestão – as pessoas que estarão responsáveis em atuar na nova unidade do projeto irão prestar contas para a Amas de Campo Belo. Todas essas pessoas são no próprio bairro (Dona Catarina), local onde fica também tem um ponto missionário da Igreja Metodista. anne-e-peres Anne Candal, presidente da Amas destacou a importância da nova gestão ser do próprio local. “O projeto vai crescer junto com a comunidade. A ideia não é fazer novos metodistas, mas formar pessoas”, disse Anne. O pastor da Igreja Metodista em Campo Belo, Márcio Arbex, reforçou a ideia de ter um projeto fora do espaço da Igreja. “A ideia era ter um projeto onde as crianças estão porque ação social acontece por meio de projetos, caso contrário, vira assistencialismo. Essa não é nossa proposta”, disse o pastor. Para a coordenadora do novo projeto, Débora Cristina Zatta, a proposta irá atender a demanda do local. “As crianças não têm noção de valores e educação cristã. Em conversa com as professoras das escolas onde elas estudam, elas apontam vários problemas que os adolescentes vivenciam, por exemplo, a questão da sexualidade”, enfatizou Débora. O espaço – a área conta com um campo de futebol gramado, duas cozinhas equipadas, uma sala de recepção, quatro banheiros (dois internos e dois externos), uma área de lazer com churrasqueira, uma sala para musicalização e instrumentos de cordas, salas para educação cristã com carteiras, quadro negro, sala de informática com computadores instalados. Texto e fotos: Rev. José Geraldo Magalhães Assessoria de Comunicação Sede Nacional da Igreja Metodista.