Sombra e Água Fresca

Redes sociais

Um projeto da Igreja Metodista

Área exclusiva

Notícias

REunião Equipe Nacional SAF

Equipe Nacional do Projeto Sombra e Água Fresca se reúne em Minas Gerais

A Equipe Nacional do projeto Sombra e Água Fresca se reuniu no dia 26 de julho em Esmeraldas/MG para apresentar relatórios, discutir orçamento, parcerias e planejamento para o segundo semestre deste ano. Também constou em pauta, algumas visitas internacionais para 2015 em busca de novas parcerias para o projeto. Um vídeo reportagem será feito para […]

Reunião Equipe Nacional SAF


A Equipe Nacional do projeto Sombra e Água Fresca se reuniu no dia 26 de julho em Esmeraldas/MG para apresentar relatórios, discutir orçamento, parcerias e planejamento para o segundo semestre deste ano. Também constou em pauta, algumas visitas internacionais para 2015 em busca de novas parcerias para o projeto. Um vídeo reportagem será feito para documentar as atividades de vários projetos realizados pelo Brasil a fora.

De acordo com a Agente Nacional do Projeto, Keila Guimarães, buscar novos parceiros é essencial.

“Já temos alguns parceiros, mas a iniciativa de ter novas parcerias é fundamental para a sustentabilidade e manutenção do projeto”, disse.

O bispo emérito da Igreja Metodista que faz parte da equipe nacional também apoia a decisão.  “Precisamos ser proativos e, nessa proatividade, temos que dialogar e arrumar novas parcerias”, afirmou.

O projeto Sombra e Água Fresca (SAF), de acordo com a última estatística publicada no informativo Tecendo a Rede, atende atualmente 2.745 crianças e adolescentes em 59 projetos. Com exceção da 2ª região, todas as regiões eclesiásticas e missionárias têm a presença marcante do SAF.

Com a nova tônica do “discipulado” vivenciada pela Igreja Metodista, o projeto abrange atividades como educação cristã, recreação, artes entre outras para contribuir na formação cristã com os valores do Reino de Deus. Para a ex-agente do SAF, Teca Greathouse, o SAF contribui de forma expressiva nessa formação discipuladora.

“Trabalhamos os valores do Reino de Deus com as crianças e adolescentes. O mundo inteiro está discutindo a formação das crianças com idade entre 4 e 14 anos”, disse.

Teca fez apontamentos ainda sobre a Junta de Ministério Globais dos Estados Unidos (IGBGM) que está investindo no trabalho com crianças. Outro projeto da IGBGM é o projeto Geração Transformação que, pelo segundo ano, mantém cerca de 500 jovens espalhados pelo mundo em vários projetos. Três deles estão atuando no Brasil.

Hanna Song veio da Coreia do Sul e está desde fevereiro deste ano no projeto Liberdade em Presidente Bernardes/MG, grande BH, onde colabora com atividades realizadas pelas professoras do projeto. Ela fica no país até maio de 2015, mas, segundo a coreana, ela está satisfeita com o desafio.

“Cheguei ao Brasil e não falava português. Agora já falo um pouco. As pessoas aqui são legais. Uma coisa que me marcou é quando minha mãe estava para operar o pessoal do projeto se reunia para orar junto comigo”, disse emocionada.

Hanna quer colocar em prática todo o aprendizado no Brasil e testemunhar a experiência em terras brasileiras. “Penso em voltar para a Coreia, trabalhar em outras igrejas e falar para os jovens coreanos da experiência em participar do programa”, finalizou.

Mais dois jovens do Congo, Fidele Okoko e Victor Kahudi, contribuem no projeto São Gabriel em Belo Horizonte.

Rev. José Geraldo Magalhães